Escanteio SP
Facebook Escanteio SPTwitter Escanteio SPInstagram Escanteio SP

Audax segue vivo na A2!

Termômetro chegou a marcar 29 graus durante a vitória dos Vermelhinhos

Felipe De Veras Publicado em 05/03/2020, às 13h13

Equipe de Osasco virou sobre o lanterna
Equipe de Osasco virou sobre o lanterna - (Foto: Divulgação/Osasco Audax)

Em quarta feira típica de verão no interior paulista, com céu limpo e um sol escaldante, o Osasco Audax conseguiu uma vitória crucialpara as pretensões da Associação na Série A2 do Campeonato Paulista.

As ideias de jogo do Osasco parecem bem definidas. Laterais bem avançados, volantes que se aproximam dos zagueiros para ajudar na saída de bola. Na retomada da posse, o grupo utiliza o "perde, pressiona" e em boa parte do jogo a marcação pressão - duas táticas muito eficazes no jogo de ontem.

(Foto: Divulgação/Osasco Audax)

 

Durante o primeiro tempo o time osasquense conseguiu criar sua melhor chance retomando a bola perto da área adversária. Contudo o calor muito forte fez com que o Audax recuasse suas linhas, dando campo para a Votuporanguense, que antes do intervalo abriu o placar.

Com o clube precisando da vitória, o treinador Cavalinho mostrou-se corajoso mais uma vez. Colocou o atacante Henry, abriu o Jefinho pelo o lado esquerdo, criando uma dupla infernal com o lateral Fábio que passou a chegar constantemente na linha de fundo. Foi em uma dessas chegadas que resultou no gol de empate de Henry para o Audax.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Escanteio SP (@escanteiosp) em

A concretização da virada venho, justamente, com a marcação pressão. Henry roubou a bola e Jefinho marcou. Alegria da torcida Osasquense!

O Audax Osasco colheu os frutos do seu sistema de jogo e entrou no G8. O clube recebe a Portuguesa em casa na próxima rodada, querendo deslanchar de vez na competição.


Felipe De Veras é estudante de jornalismo na faculdade Cásper Líbero. Apaixonado por esportes, Felipe acompanha o futebol de Osasco desde o extinto ECO. Desde a transferência do Audax para Osasco em 2011, costuma a frequentar os jogos da equipe na cidade onde mora.