Escanteio SP
Facebook Escanteio SPTwitter Escanteio SPInstagram Escanteio SP

Opinião: Contra o favorito São Bernardo, Juventus segue acreditando

Silvio Oshiro Publicado em 06/09/2020, às 19h00

None
- Foto: Ale Vianna/CA Juventus

O Juventus receberá o São Bernardo no Estádio Conde Rodolfo Crespi, nesta segunda-feira (7), em partida válida pelo jogo de ida, das quartas de final.

O duelo coloca frente a frente, o São Bernardo com a melhor campanha na primeira fase (15J, 28P, 8V, 4E, 3D, 19GP, 12GC, 7SG), contra o Juventus com a oitava colocação (15J, 22P, 6V, 4E, 5D, 20GP, 18GC, 2SG) e pior campanha entre os classificados.

Nos jogos pós-paralisação, o São Bernardo (3 jogos, 6 pontos, 2 vitórias, 1 derrota, 7GP, 6GC, 1SG) teve uma campanha superior ao Juventus (3J, 4P, 1V, 1E, 1D, 4GP, 5GC, -1SG).

O retrospecto dos jogos entre Juventus e São Bernardo na Javari é favorável (13J, 7V, 2E, 4D, 21GP, 15GC, 6SG), mas no geral, não (26J, 10V, 2E, 14D, 31GP, 42GC, -11SG). O último confronto entre as equipes foi no dia 1º de março, na nona rodada da primeira fase, com a vitória do Tigre por 1 a 0 na Javari.

O São Bernardo terá como principal arma para o confronto o seu entrosamento e regularidade. Foi um dos clubes que sofreu menos perdas no elenco durante a paralisação e ainda trouxe reforços, como o atacante Luccas Brasil, tão conhecido da torcida grená.

O Juventus sofreu severas perdas no seu elenco, entre elas o artilheiro da competição, Léo Castro (9 gols), e o capitão Robson. Da equipe titular permaneceram 5 jogadores: André Dias, Thiaguinho, Diego Sacoman, Alê e Cristian.

Um dos pilares do bom desempenho do Juventus antes da paralisação era o entrosamento defensivo, que acabou perdido com a saída do zagueiro Robson e do lateral-esquerdo Paulo Henrique. Outros jogadores taticamente importantes também deixaram o clube, como Gil Paraíba, Marcelinho, Thiago Potiguar e Danilo

O técnico Alex Alves ficou com a ingrata tarefa de remontar a equipe em poucas semanas e recebeu reforços: Thiago Duchatsch, que luta por um melhor entrosamento na zaga; Carrara, que vem evoluindo a cada jogo; Wilson, que procura o seu espaço no ataque; Bruno Ribeiro, que tem demonstrado muita vontade; e Bruno Xavier, que nos fez esquecer o artilheiro do campeonato com suas boas atuações e gols (3G, 3J).

Apesar dos esforços da diretoria juventina em trazer jogadores, o técnico Alex se viu obrigado a fazer improvisações nas últimas partidas, com os zagueiros pratas da casa, Pablo e Lucas, jogando na lateral-esquerda e meio-campo respectivamente.

A análise desta partida de quartas de final, por diversos ângulos, indica um franco favoritismo da equipe do São Bernardo. O Juventus torce por uma recuperação do Mazola, que sofreu uma lesão muscular na partida contra a Portuguesa Santista e fez muita falta nas partidas seguintes. Torce para que o André Dias continue à fazer milagres sob as traves. Torce para que o capitão Alê consiga contagiar todos com a sua garra. Torce para que o Bruno Xavier faça a diferença; e sobretudo torce para que a mística da Javari prevaleça.

Como não lembrar da final da Copa Paulista de 2007, contra o Linense, quando sofremos um gol aos 46' do segundo tempo e, contra todas as probabilidades, João Paulo faz o gol que marcaria a vida de todos os juventinos, gol do título aos 49 minutos?

O Juventus segue vivo na competição e sua apaixonada torcida segue acreditando.


Silvio Oshiro é torcedor do Juventus, comentarista da Web Rádio Mooca, colecionador de camisas e colaborador do Manto Juventino.