Escanteio SP
Facebook Escanteio SPTwitter Escanteio SPInstagram Escanteio SP

Atrasos salariais e política conturbada: os motivos para Alexandre Gallo deixar o São Caetano

Treinador explicou por que decidiu deixar o clube após o título da Série A2

Redação Publicado em 16/10/2020, às 08h13

Alexandre Gallo deixou o São Caetano
Alexandre Gallo deixou o São Caetano - Foto: Fabrício Cortinove/São Caetano

Horas depois da conquista do Campeonato Paulista da Série A2, Alexandre Gallo comunicou sua saída do São Caetano. O treinador enumerou três motivos para deixar o Azulão: a política conturbada no clube, os atrasos salariais e a falta de perspectiva de um futuro no clube.

“Nós passamos momentos muito difíceis. Talvez tenha sido a conquista mais difícil da minha carreira. Eu cheguei no São Caetano com o Paulo Pelaipe, queria trabalhar com ele, foi convite dele. O doutor Saul Klein, que é o grande investidor do time, acabou vendendo o São Caetano para três ou quatro pessoas. Politicamente foi extremamente conturbado. Foi um ano bem difícil. Nós tivemos que nos fechar com os atletas. A gente tinha convicção de que ia conseguir esse acesso e a conquista do Campeonato Paulista”, disse em entrevista à Fox Sports.

“Em função disso e dos problemas salariais, achei melhor deixar o São Caetano. Não estava havendo condições de crescimento ou continuidade deste trabalho. Foi muito bacana a passagem, mas muitos problemas acontecerem desde o começo do ano”, completou.

Acompanhe o Escanteio SP no InstagramFacebook e Twitter

O São Caetano ainda não definiu um novo treinador. Na derrota diante do Pelotas-RS, o Azulão foi comando interinamente por Dininho, ex-zagueiro. Apesar do título da Série A2, o time do ABC faz péssima campanha na Série D, onde ocupa a lanterna de seu grupo e ainda não venceu.

Alexandre Gallo, inclusive, não foi o único a deixar o São Caetano. O administrador Carlos Silva, o zagueiro Domingos e o volante Everton Diastambém deixaram o clube nesta semana.