Escanteio SP
Facebook Escanteio SPTwitter Escanteio SPInstagram Escanteio SP

Exclusivo: Edson Vieira explica saída do São Bento

Treinador falou ao Escanteio SP e disse o que deu errado na Série A1

Gabriel Ambrós Publicado em 20/04/2021, às 14h31 - Atualizado às 14h32

Edson Vieira foi demitido após conseguir o acesso com o clube em 2020
Edson Vieira foi demitido após conseguir o acesso com o clube em 2020 - Foto: Neto Bonvino/ECSB

Vice-campeão da Série A2 do Campeonato Paulista com o São Bento em 2020, Edson Vieira foi demitido do clube de Sorocaba nesta terça-feira, seguindo empate com o São Caetano por 1 a 1 na elite do estado.

O Azulão briga contra o rebaixamento na A1 e ainda não venceu, com cinco empates e três derrotas em oito jogos. 

Em contato com o Escanteio SP, Edson Vieira deu sua versão da saída, disse que deixa o clube sem reclamações e que seguirá torcendo para que o São Bento escape do descenso. 

A equipe de Sorocaba tem cinco pontos e está acima de Inter de Limeira, com três, e do São Caetano, com dois. Os dois piores classificados da fase de grupos são rebaixados à Série A2.

Confira a declaração completa de Edson Vieira ao Escanteio SP:

"O São Bento montou um time de três, quatro meses com os atletas. Dificilmente você consegue montar um time com jogadores com mais tempo de contrato, até pela situação financeira do clube, em que teve muitos problemas financeiros, com muitas contas para pagar de gestões anteriores. E o clube hoje está cumprindo tudo, inclusive fazendo acordo com quem deve, e aí teve que pagar um preço, você não consegue montar o time da forma que gostaria. Aí tentamos trazer jogadores pontuais, ser cirúrgico. E as vezes em uma montagem você erra até 10%.

Mas se analisar bem, o São Bento não passou vergonha no Campeonato Paulista. O único jogo em que eu me sinto triste, demais, foi contra o Guarani no 1º tempo, que nós não passamos do meio-campo praticamente, mas no 2º tempo já jogamos melhor. Depois o time se acertou contra o Palmeiras, jogou bem contra o Santo André - fomos lesados, gol legítimo - depois jogamos bem contra o Corinthians, e esse jogo aqui, podíamos ter vencido o jogo no 2º tempo; não podíamos ter tomado o empate, porque era uma final para nós, não era um jogo qualquer. Muitos não encaram assim, então infelizmente você toma um empate e não consegue reverter.

Mas eu saio agradecido, tenho história no clube, amor pelo clube, um carinho enorme, saio agradecido à atual gestão. Sou totalmente agradecido, ao presidente, à toda diretoria, não tenho uma reclamação, não tenho queixa nenhuma, pelo contrário. Meu agradecimento, minha torcida, meu apoio, acredito que o São Bento tem condição de vencer dois jogos, tem que vencer um. Precisa equilibrar o ataque com a defesa, a defesa quase não toma gols, mas o ataque faz pouco. Foram cinco gols de pênaltis dos oito marcados. Mas a hora que ganhar um jogo o São Bento dá um salto e escapa do rebaixamento, tenho certeza disso, mas precisa vencer um jogo".