Escanteio SP
Facebook Escanteio SPTwitter Escanteio SPInstagram Escanteio SP

São Caetano conquista o título da Série A2 vencendo o São Bento nos pênaltis

Luiz Daniel defendeu duas cobranças e deu o título ao Azulão

Redação Publicado em 12/10/2020, às 19h19 - Atualizado às 19h22

None
- Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão

180 minutos de futebol não foram suficientes para decidir o campeão do Campeonato Paulista Série A2. Nesta segunda-feira, o São Caetano coroou o acesso à Série A1 com o título conquistado nos pênaltis após derrota por 1 a 0 no tempo normal e empate por 3 a 3 no placar agregado.

Com o título de 2020, o São Caetano entra no grupo de tricampeões da Série A2, que também inclui Noroeste, Ferroviária, América, Araçatuba e Inter de Limeira. Somente Santo André e XV de Piracicaba têm mais títulos, com cinco para cada um. Os demais títulos do Azulão foram em 2000 e 2017.

Bambam artilheiro

O único gol da partida foi marcado por Bambam logo aos três minutos de jogo. O gol, além de levar a disputa para os pênaltis, deixou o camisa 9 empatado na artilharia do campeonato com 9 gols em 12 jogos, exatamente os mesmos números de Léo Castro, do Juventus.

Caras novas no banco

Por conta da briga no final do jogo de ida, Alexandre Gallo e Edson Vieira foram expulsos, não puderam estar no banco de reservas na volta e foram substituídos pelos auxliares. No Anacleto Campanella, o São Caetano foi comandado por Dininho, enquanto Marcelo Cordeiro comandou o São Bento.

Sem vantagem

A vantagem construída pelo São Caetano no jogo de ida durou apenas três minutos graças a Bambam. O camisa 9 aproveitou cruzamento de Ruan pela direita, se antecipou a Sandoval e finalizou para abrir o placar da volta. O gol deixou Bambam empatado na artilharia da Série A3 com 9 gols em 12 jogos.

Ainda no início do jogo, aos 15 minutos, veio a chance de passar à frente no placar agregado. Em mais uma arrancada de Ruan pelo lado direito, ele superou Renan Dutra, invadiu a área e finalizou para boa defesa de Luiz Daniel, que segurou o empate novamente pouco depois, desta vez em cabeceio de Bambam.

A grande oportunidade do São Caetano foi numa jogada despretenciosa. Após cruzamento longo de Gabriel Santos pela direita, Emerson Santos ganhou de Bruno Leonardo no jogo aéreo e cabeceou no travessão de Lucas Macanhan, que agarrou a bola em seguida.

Segundo tempo sem gols

Inferior no primeiro tempo, o São Caetano voltou do intervalo com duas substituições habituais: Luan Costa e Acácio entraram nos lugares de Eric Di María e Dudu, que teve dificuldades para segurar as subidas do Bentão pela ponta direita.

Do outro lado, o São Bento voltou a sem a mesma intensidade, mas ainda era mais perigoso quando chegava ao ataque. Na primeira chance real da equipe de Sorocaba na etapa final, Ruan finalizou de fora da área com desvio em Renan Dutra e a bola passou perto da trave.

Aos 44 minutos, Erick Luís não deu o título ao São Bento por centímetros. O atacante, que entrou no lugar de Denner na etapa final, recebeu na entrada da área, cortou um marcador e finalizou rasteiro, rente à trave de Luiz Daniel, que nada poderia fazer.

Luiz Daniel faz a diferença

No terceiro pênalti do São Caetano, cobrado por Sandoval, Lucas Macanhan chegou a encostar na bola, mas ela entrou por pouco. Logo em seguida, porém, o goleiro desperdiçou a quarta cobrança do São Bento, deixando a equipe em desvantagem. Na cobrança seguinte, de Thiago Primão, Luiz Daniel defendeu novamente e deu o título da Série A2 ao São Caetano.

São Caetano 0 (4) x (3) 1 São Bento

Data: 12 de outubro de 2020, segunda-feira
Horário: 17h00
Local: Estádio Municipal Anacleto Campanella, São Caetano do Sul, SP
Árbitro: Thiago Luis Scarascati
Assistente 1: Daniel Luis Marques
Assistente 2: Alex Ang Ribeiro
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral

GOLS:
São Caetano: —
São Bento: Bambam, aos 3' do primeiro tempo

PÊNALTIS: São Caetano 4 x 3 São Bento
São Caetano: Anderson Rosa (fez), Everton Dias (fez), Sandoval (fez), Renan Dutra (fez)
São Bento: Erick Luís (fez), Sávio (fez), Luis Henrique (fez), Lucas Macanhan (perdeu), Thiago Primão (perdeu)

São Caetano: Luiz Daniel; Gabriel Santos (Joel), Renan Dutra, Sandoval e Dudu (Acácio); Everton Dias, Emerson Santos (Douglas Araújo) e Anderson Rosa; Eric Di María (Luan Costa), Ronaldo e Marlon (Filipe Carvalho)
Técnico: Dininho

São Bento: Lucas Macanhan; Alison (Mizael), Bruno Leonardo, Douglas Assis e Pablo; Fábio Bahia, Thiago Primão, Evandro e Denner (Erick Luís); Ruan (Sávio) e Bambam (Luis Henrique)
Técnico: Marcelo Cordeiro