Escanteio SP
Facebook Escanteio SPTwitter Escanteio SPInstagram Escanteio SP

Guia da Segunda Divisão: veja um resumo da primeira fase da competição

Das 35 equipes que iniciaram a competição, apenas 16 seguem na busca pelo acesso

Gabriel Campoy Publicado em 20/11/2020, às 19h01

Francana fez uma das melhores campanhas da primeira fase
Francana fez uma das melhores campanhas da primeira fase - Foto: Wilker Maia/Divulgação/Francana

O Campeonato Paulista da Segunda Divisão chegou em sua fase mais decisiva. A partir de agora, todas as fases serão em mata-mata, com jogos de ida e volta, para decidir quem serão os dois finalistas que terão o direito de jogar na Série A3 em 2021.

É bom lembrar, que ao contrário dos anos anteriores, o regulamento da Segunda Divisão tomou esse caráter de "tiro curto" por conta da pandemia de coronavírus que ainda assola o planeta.

Nessa primeira fase, algumas questões se tornaram primordiais para os times que conseguiram avançar. Por outro lado, para outras equipes o fator da pandemia surgiu como um agravante, principalmente financeiro, para conseguir estrutura e avançar no torneio.

Confira em nosso guia as estatísticas e os pontos principais que definiram os 16 classificados às oitavas de final.

Grupo 1: Bandeirante soberano

Bandeirante sobrou no Grupo 1 - Foto: Gustavo Ribeiro/AEA

 

O Bandeirante sobrou dentro do Grupo 1 do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Além de se manter invicto, o time de Birigui passou com ampla superioridade por todos seus adversários na chave. Em uma campanha de seis vitórias e dois empates, o time somou 20 pontos e ficou na segunda colocação geral do torneio.

A briga mais acirrada ficou pela segunda colocação. O Andradina, equipe que conseguiu a classificação na segunda colocação, oscilou bastante e garantiu a vaga somente na última rodada. O Tanabi, time que perdeu para os andradinenses na partida derradeira, chegou na última rodada com chances discretas de se classificar.

Já o América de Rio Preto, tradicional time do futebol paulista, entrou na competição desestruturado por conta da pandemia, sem poder contar com o técnico Pinho, que era o cotado para comandar a equipe no início do planejamento. Com muitos tropeços pelo caminho, conseguiu se recuperar na reta final da competição, mas na rodada derradeira não saiu de um 0 a 0 com o Bandeirante, dando adeus às chances de classificação.

O Atlético Araçatuba, clube que reabriu seu departamento profissional após 4 anos de hiato, mostrou-se muito limitado tecnicamente, vencendo apenas dois jogos e somando seis pontos na classificação. Terminou como lanterna.

Grupo 2: Times da Alta Paulista dominam

Grêmio Prudente ficou com a ponta do Grupo 2 - Foto: Divulgação/Grêmio Prudente

 

Grêmio Prudente e Osvaldo Cruz, respectivamente, terminaram como o primeiro e segundo lugar do Grupo 2. A campanha do time prudentino foi mais tranquila, terminando a primeira fase sem derrotas, e sendo responsável por dois dos três reveses que o Azulão teve no torneio. 

Inclusive, foi de uma derrota para a equipe de Presidente Prudente que o time osvaldo-cruzense começou a ver com preocupação uma possível desclassificação. Na rodada seguinte da derrota para o Grêmio, a equipe voltou a perder para o VOCEM, e só garantiu classificação na última rodada ao vencer fora de casa o Assisense por 3 a 1.

Os times de Assis foram a grande decepção dessa chave. Acostumado a ser uma equipe de chegada, o VOCEM fez uma campanha oscilante, mas chegou a última rodada precisando apenas de uma vitória para garantir classificação. Derrotado para o Tupã, o Esquadrão da Fé viu a vaga nas oitavas escorrer pelas mãos.

Já o Assisense, time que chegou às quartas de final em 2019, fez uma péssima campanha e terminou como lanterna, somando apenas um ponto.

Grupo 3: Camisas de peso na próxima fase

Francana é uma das equipes favoritas ao acesso - Foto: Wilker Maia/Divulgação/Francana

 

Terceira colocada na classificação geral, a Francana fez a mesma campanha que o Bandeirante. Foram 20 pontos conquistados em oito jogos disputados. Entretanto, no saldo de gols, a equipe de Franca acabou ficando atrás do time de Birigui.

O grupo teve ampla vantagem da Veterana. Foram seis vitórias e dois empates, o que possibilitou a equipe dormir tranquila na última rodada, já que era sua rodada de folga.

Matonense e Inter de Bebedouro correram por fora. Última e penúltima colocada, respectivamente, ambas equipes foram presas fáceis para os adversários. As únicas vitórias dos times na competição foram justamente em duelos diretos. No primeiro turno, vitória do time de Matão, enquanto no segundo turno, vitória da Inter.

Com o grupo definido na parte de cima e de baixo na tabela, a disputa ficou para saber quem seria o segundo colocado para avançar com a Francana. XV de Jaú e São-Carlense chegaram a ultima rodada com chance de classificação. Coincidentemente, o duelo decisivo colocava os dois times frente a frente. Em um jogo cheio de percalços, com direito até a paralisação por conta da chuva, o XV manteve o resultado de empate que lhe garantiu vaga nas oitavas. Para o São-Carlense, somente a vitória confirmava a vaga. Melhor para o Galo da Comarca, que continua vivo na briga pelo acesso.

Grupo 4: Três de cinco avançam

Galo de Limeira avançou com a ponta - Foto: Divulgação/Independente de Limeira

 

O Grupo 4 foi um dos dois em que o terceiro colocado avançou para próxima fase. O Rio Branco, time que derrotou o já eliminado União Barbarense na última rodada, foi o último classificado da chave. A tradicional equipe de Americana foi derrotada somente uma vez na competição. O problema, entretanto, ficou na quantidade de empates: quatro. Avançou com 13 pontos.

Mesma pontuação do Itararé, equipe que chegou na última rodada já classificada. Inclusive, o duelo do último jogo foi uma espécie de "amistoso de luxo". O adversário Independente de Limeira também já estava classificado. Contudo, o jogo valia também a primeira colocação do grupo. Com a bola rolando, o time alvinegro não deu chances aos visitantes e venceu pelo placar mínimo no Agostinho Prada, confirmando o primeiro lugar.

Já eliminado e sem atuar na última rodada, o Elosport se despediu da competição na penúltima rodada, quando empatou com o Rio Branco em Capão Bonito.

Grupo 5: Equilíbrio até o último apito

Flamengo de Guarulhos ficou pelo caminho - Foto: Divulgação/Flamengo

 

De longe, a chave mais equilibrada da competição na primeira fase foi o Grupo 5. Para se ter uma ideia, quatro equipes entraram em campo com chance de classificação na última rodada.

O Brasilis, equipe de Águas de Lindóia, já estava eliminado com 10 pontos e não atuaria na última rodada. De resto, AD Guarulhos, Amparo, Flamengo e Itapirense, todos tinham chance de avançar.

A equipe que se encontrava em situação mais favorável era o Amparo. Líder com 13 pontos, precisava somente de um empate para carimbar a vaga e o primeiro lugar. Foi justamente isso que aconteceu. Jogando em Guarulhos, o Leão da Montanha empatou com o Flamengo, e de quebra eliminou o adversário da competição.

Já a outra equipe da Grande São Paulo, o AD Guarulhos, precisava apenas de uma simples vitória para avançar na segunda colocação de forma isolada. Entretanto, o Itapirense contrariou todas as apostas e venceu a equipe guarulhense, garantindo assim a segunda colocação. Com 11 pontos, o time de Itapira empatou na pontuação com o Flamengo, mas garantiu a vaga pelo critério de saldo de gols.

O AD Guarulhos, equipe que precisava somente de um placar positivo para avançar, acabou ficando na lanterna do grupo.

Grupo 6: Águia do Vale imbatível (ou quase)

São José avançou com a melhor campanha geral - Foto: Tião Martins/A.I. SJEC

 

Líder geral do Campeonato Paulista da Segunda Divisão na primeira fase, o São José é, curiosamente, a única equipe entre as quatro melhores no geral que já foram derrotadas. Na penúltima rodada, para o Manthiqueira, em clássico estadual, os comandados de Ricardo Costa sofreram seu primeiro e, até aqui, único revés na competição.

Entretanto, diferente das outras equipes do torneio, o São José não empatou nenhuma vez e venceu sete dos seus oitos compromissos. O último deles na rodada final, contra o União Mogi, em jogo recheado de gols. 5 a 3.

O segundo colocado foi o Manthiqueira, que tirou a invencibilidade da Águia do Vale, mas caiu no seu último compromisso para o União Suzano, por 3 a 1, atuando fora de casa.

Os Uniões, tanto o de Suzano quanto o de Mogi, fizeram campanhas tímidas no grupo. O time suzanense, contudo, foi a única equipe dos três eliminados que conseguiu vencer um dos dois classificados.

Na lanterna do grupo, o Atlético Mogi ficou com uma das piores campanhas da história da Segunda Divisão. Nenhum ponto somado, 38 gols sofridos, apenas dois gols feitos e um impressionante saldo de -36.

Grupo 7: O novato avança

Estreando no futebol profissional, SKA Brasil segue vivo - Foto: Vitor Ricci/Ska Brasil

 

Com uma arrancada incrível na reta final, o SKA Brasil, time que faz sua estreia em competições profissionais na Segunda Divisão, conseguiu uma classificação que no início muitos consideravam improvável. Com quatro vitórias nos últimos cinco jogos, a equipe chegou aos 13 pontos e avançou de forma antecipada como o melhor terceiro colocado no geral.

No caminho contrário da evolução do SKA esteve o Mauaense. Com um começo promissor, o time de Mauá venceu dois dos primeiros três jogos, mas daí em diante não triunfou mais. Foram quatro empates e duas derrotas, que no final acabaram deixando a equipe fora da próxima fase.

Das equipes que acabaram na liderança, o Jabaquara foi juntamente com o Amparo, as únicas equipes que perderam duas vezes. Entretanto, as cinco vitórias e um empate que a equipe conquistou no decorrer da competição, lhe credenciaram a classificação com duas rodadas de antecedência. 

Em segundo lugar da chave ficou o Mauá, que com campanha parecida com a do SKA Brasil, avançou em segundo graças ao empate na última rodada com o Barcelona. O time da capital, inclusive, foi o lanterna do grupo.

Oitavas de final

Com todas as equipes definidas, os jogos da segunda fase ficaram assim:

Jogos de ida
Sábado (21.11)

15h - Andradina x Grêmio Prudente
15h - Rio Branco x Francana
15h - Amparo x Mauá
17h - SKA Brasil x Manthiqueira

Domingo (22.11)

10h - Osvaldo Cruz x Independente de Limeira
10h - XV de Jaú x Bandeirante
15h - Itapirense x São José
15h - Itararé x Jabaquara

Jogos de volta
Quarta-feira (25.11)

15h - Grêmio Prudente x Andradina
15h - Independente de Limeira x Osvaldo Cruz
15h - Manthiqueira x SKA Brasil
15h - Jabaquara x Itararé
15h - Mauá x Amparo
16h - Francana x Rio Branco
16h - Bandeirante x XV de Jaú
17h - São José x Itapirense