Escanteio SP
Facebook Escanteio SPTwitter Escanteio SPInstagram Escanteio SP

Relembre os últimos dez campeões da Série A2

De XV de Piracicaba a São Caetano conheça os campeões da última década

Redação Publicado em 19/02/2021, às 10h00

São Caetano levantou a taça em 2020
São Caetano levantou a taça em 2020 - Alexandre Battibugli/Paulistão

A Série A2 do Campeonato Paulista começa em uma semana. Continuando uma retrospectiva dos últimos dez anos da competição, o Escanteio SP relembra os últimos dez campeões do torneio.

2011: XV de Piracicaba

 Reprodução EPTV

 

Primeiro campeão da década, o XV de Piracicaba conquistou seu quinto título da Série A2 e na época tinha se consagrado como maior campeão da história do torneio. Comandado por Moisés Egert, que já havia ganho a A3 no ano passado e atualmente comanda o Nhô Quim, a equipe teve como destaque o atacante Adílson, que marcou 12 gols em 25 jogos. O título foi conquistado contra o Guarani nos pênaltis por 4x2.

2012: São Bernardo

Leonardo Britos/FPF

 

Em 2012, o São Bernardo conquistou o maior título de sua história ao vencer a A2. A equipe do ABC era comandada por Luciano Dias, atual treinador do Monte Azul. O atacante Daniel, que marcou 11 gols na competição, foi o grande destaque do Tigre. Na campanha o clube venceu 15 jogos, empatou quatro e perdeu oito. Na final, o São Bernardo empatou os dois jogos contra o União Barbarense, mas venceu por conta de ter uma melhor campanha na primeira fase.

2013: Portuguesa

Reprodução/Rede Vida

 

Último título da Portuguesa até a Copa Paulista de 2020, a A2 de 2013 foi conquistada com o retrospecto de 18 vitórias, quatro empates e cinco derrotas. Por quase todo o campeonato a equipe foi comandada por Péricles Chamusca, demitido após sofrer uma goleada de 7 a 0 para o Comercial. Na final, que foi conquistada devido ao gol fora, a Lusa foi treinada por Edson Pimenta. Um dos destaques da equipe foi o atacante Diego Viana, que balançou a rede dez vezes.

2014: Capivariano

Divulgação/Capivariano

 

Campeão pela primeira vez da Série A2, o Capivariano conquistou o título após vencer 12 jogos, empatar quatro e perder três. Um dos destaques da equipe comandada por Evaristo Piza, foi o atacante Silas, que anotou nove gols na competição. O campeonato veio nos critérios de desempate, já que teve uma vitória a mais que o Red Bull Brasil, vice-campeão do torneio.

2015: Ferroviária

Rodrigo Corsi/FPF

 

A Ferroviária conquistou o terceiro título da Série A2 na sua história. Comandada por Milton Mendes, que depois treinou grandes clubes do futebol brasileiro, a Ferrinha foi campeão com três rodadas de antecedência e ficou oito pontos a frente do vice-campeão. Eleito pela Federação Paulista de Futebol como o melhor da competição, o meia Alan Mineiro, que quase veio para o Água Santa, foi o grande destaque do time no segundo escalão do futebol paulista.

2016: Santo André

Fabrício Cortinove/EC Santo André

 

O Santo André foi campeão da Série A2 em 2016 e chegou ao seu quarto título da competição. Com 11 vitórias, sete empates e seis derrotas, o Ramalhão, treinado por Toninho Cecílio, atual comandante do Taubaté, levantou a taça após vencer o Mirassol por 1 a 0. O grande destque foi o ídolo da torcida andreense, Branquinho, que atuará na A3 de 2021 pelo São José.

2017: São Caetano

Alexandre Batibuglli / FPF

 

Treinado por Luiz Carlos Martins, o São Caetano voltou a conquistar um título depois de 13 ao levantar a taça da A2 de 2017. Com 12 vitórias, cinco empates e cinco derrotas, o Azulão teve como principal destaque da campanha do título o artilheiro Carlão, que marcou dez gols no torneio. Na final, o clube do ABC venceu o Bragantino pelo placar de 2 a 1.

2018: Guarani

Alexandre Battibugli/FPF

 

O Guarani foi campeão da Série A2 pela segunda vez em 2018. Com destaque para o artilheiro Bruno Mendes, que anotou nove gols na campanha, o Bugrão conquistou o título após vencer 12 partidas, dois empates e quatro derrotas. A equipe tinha como treinador Umberto Louzer, que foi campeão da Série B do Brasileiro em 2020 com a Chapecoense. Na final, o clube de Campinas goleou o Oeste por quatro a zero, na partida que marcou a despedida do ídolo Fumagalli.

2019: Santo André

Alexandre Battibugli/FPF

 

O Ramalhão conquistou seu segundo título na década após vencer a Inter de Limeira nas finais. Com essa conquista, o Santo André empatou com o XV de Piracicaba como maiores campeões do torneio, com cinco títulos cada. O atual treinador da Portuguesa Fernando Marchiori foi o comandante da equipe, e o destaque foi o atacante Jobinho, que jogará a A2 pelo Rio Claro este ano, que anotou dois gols no jogo do título.

2020: São Caetano

Alexandre Battibugli/FPF

 

O Azulão foi o segundo time a conquistar a A2 mais de uma vez no século. Treinado por Alexandre Gallo, o São Caetano, que chegou ao terceiro título, venceu a competição após vencer o São Bento nos pênaltis por 4x3. O grande destaque do título foi o goleiro Luiz Daniel, que foi eleito pela equipe do Escanteio SP, o melhor do torneio e que defendeu dois pênaltis na final.