Escanteio SP
Facebook Escanteio SPTwitter Escanteio SPInstagram Escanteio SP

Veja os artilheiros do futebol paulista em 2020

Levando em consideração apenas as competições do estado, conheça os goleadores de 2020

Redação Publicado em 30/12/2020, às 10h00

Lucas Duni marcou 12 gols em 2020
Lucas Duni marcou 12 gols em 2020 - Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão

As competição profissionais do futebol paulista chegaram ao fim em 2020. Levando em consideração as Séries A1, A2, A3, a Segunda Divisão e a Copa Paulista, o Escanteio SP enumerou os principais artilheiros dos campeonatos realizados no estado em 2020. 

1º - Lucas Duni (Velo Clube)

Craque da Série A3, Lucas Duni terminou a temporada como artilheiro do futebol paulista profissional. Aos 24 anos, o atacante marcou 12 gols em 23 jogos. Foram nove no estadual, onde terminou como artilheiro, e mais três na Copa Paulista. Ele deve permanecer no Velo Clube para a temporada de 2021.

Lucas Duni brilhou pelo Velo Clube - Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão

 

2º - Wesley Tanque (Comercial)

Principal nome do Comercial, Wesley Tanque balançou as redes 10 vezes em 19 jogos. Foram cinco gols na Série A3 e outros cinco na Copa Paulista. O centroavante tem contrato com o Bafo até junho do ano que vem, mas está cobiçado no mercado da bola e deve deixar o clube antes disso.

Wesley Tanque se destacou pelo Comercial - Foto: Rafael Alves/Comercial

 

3º - Marcos Paulo (Monte Azul e Ferroviária)

Marcos Paulo foi um dos destaques da ótima campanha do Monte Azul na Série A2 antes da parada por conta da pandemia do novo coronavírus. Ele marcou oito gols nesse período. Após passagem discreta no Boa Esporte, o centroavante defendeu a Ferroviária, onde marcou um gol na Copa Paulista. Ele tem contrato com a Ferrinha apenas até janeiro.

Marcos Paulo teve ótima passagem pelo AMA - Foto: Reprodução

 

3º - Léo Castro (Juventus)

Léo Castro disputou apenas 12 partidas pelo Juventus, todas antes da paralisação da Série A2, mas mais uma vez deixou sua marca. Foram nove gols. O atacante, que pertence a Ferroviária, está disputando a Série B do Brasileiro pelo Paraná.

Léo Castro foi muito bem pelo Juventus no começo do ano - Foto: Alê Vianna/CA

 

3º - Bambam (São Bento)

Bambam chegou ao São Bento durante a Série A2, quando o clube estava na zona de rebaixamento. Os nove gols do atacante em 12 partidas foram fundamentais para o Bentão reagir e conseguir o acesso. Após disputar a Série C, ele rumou ao Juventude, onde tem atuado na Série B.

Bambam foi um dos artilheiros da A2 - Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão

 

3º - Victor Sapo (EC São Bernardo e XV de Piracicaba)

Victor Sapo foi um dos destaques do EC São Bernardo na disputa da Série A3, onde marcou oito gols em 19 jogos. Após o acesso histórico, o centroavante rumou ao XV de Piracicaba. Na disputa da Copa Paulista, ele marcou um gol em seis jogos. O atacante não ficará no XV e deve definir seu futuro nas próximas semanas.

Victor Sapo foi o vice-artilheiro da A3 - Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão

 

3º - Pequeno (Itararé)

João Felippe, o Pequeno, foi o grande nome da ótima campanha do Itararé na Segunda Divisão. Com nove gols em 12 jogos, o meia-atacante levou o time às quartas de final e terminou como um dos artilheiros da competição. Em 2021, ele disputará a Série A2 pelo Atibaia.

Pequeno brilhou pelo Itararé na Bezinha - Foto: Reprodução/Instagram

 

3º - Breno (São José)

Breno foi um dos principais nomes do São José no título da Segunda Divisão. Foram nove gols em 14 jogos, sendo três nas semifinais. O jogador de 22 anos tem contrato com a Águia do Vale até o final deste ano.

Breno foi um dos destaques da Bezinha - Foto:Tião Martins/AISJEC

 

3º - Wendel Rosas (Manthiqueira)

O Manthiqueira parou nas semifinais da Bezinha justamente para o São José, mas teve um dos artilheiros da competição. Wendel Rosas, de 23 anos, marcou nove gols em 13 jogos e tem contrato com o time de Guaratinguetá até o final deste ano.

Segundo da direita para a esquerda, Wendel foi um dos destaques do Manthiqueira - Foto: Leandro Oliveira

 

10º - Gustavo Nescau (Marília)

Aos 20 anos, Gustavo Nescau não teve tantas oportunidades pelo Marília na Série A3, mas desandou em fazer gols na Copa Paulista. Com oito em 15 jogos, ele foi um dos artilheiros da competição. O goleador tem contrato com o MAC até 2023.

Nescau fez grande Copa Paulista pelo MAC - Foto: Matheus Dahsan/MAC

 

10º - Adilson Bahia (Portuguesa)

Adilson Bahia passou a Série A2 zerado, mas uma mudança de posicionamento potencializou as melhores características do atacante, que se consolidou com um dos destaques do título da Portuguesa na Copa Paulista. Centralizado no ataque, o homem de frente marcou oito gols em 13 jogos. Ele tem vínculo com a Lusa até o final deste ano.

Adilson Bahia foi um dos artilheiros da Copa Paulista - Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão

 

10º - Marlyson (São Bernardo)

Marlyson se destacou pelo São Bernardo na disputa da Série A2, onde o clube caiu nas semifinais para o São Bento. Ao todo, foram oito gols em 17 jogos. Após o Paulista, ele rumou ao Boa Esporte-MG para a disputa da Série C.

Marlyson foi o vice-artilheiro da Série A2 - Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão